Total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Foda-se Deus


Decidir pular no grande e infinito abismo da escuridão não é um ato de covardia.
Suicídas são corajosos, e eu os invejo.
Vejo a minha vida aprodrecendo lentamente diante dos meus olhos.
Primeiro foi a sernidade que me deixou.
Depois engordei.
Fiquei deprimida.
Estressada.
Começei a ver o psiquiatra.
Parei de ver o psiquiatra.
Sai do meu emprego.
Mudei para uma merda de cidade.
Perdi aquilo que mais me tinha valor: meu orgulho próprio.

Todos os suicídas escrevem bilhetes de adeus e desculpas. Quando eu me matar ( por que eu o farei) , só pedirei perdão aos meus pais, não por ser fraco. Ser fraco é aceitar esta vida de merda sabendo que se fez tudo o que eestava ao seu alcance para mudar. Pedirei perdão por ter a coragem de ir embora e aceitar o julgamento dos meus erros por aquele que me fez simples e igonrante esperando que um dia eu fosse perfeito.

Foda-se Deus e suas expectativas irreais.

Nenhum comentário: