Total de visualizações de página

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Faceless crowd




É fácil substituir pessoas.
Algo que eu aprendi como você.
Qualquer prazer efêmero pode ser obtido na lascívia da rua.
Foi depois de me despir diante dos teus olhos
que eu percebi como eu era por dentro.
Podre, sem vida, morta.
Morta como todo sentimento que um dia eu cultivei por ti.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Prisioneira do vazio



Solidão carcereira das minhas horas,
Entra e sai quando bem quer.
Faz-me refém de teus perturbadores silêncios.
Faz- me refém das horas vazias de meus dias vagarosos.
Contas minhas lágrimas em seu ábaco,
Segue a gargalhar de meus dolorosos suspiros.

domingo, 10 de agosto de 2014

The space between us





Ele me reencontrou no dia em que você me perdeu.
Há sempre mãos que me aguardam quando caminho para longe de ti.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Desafeto




Lágrimas copiosas brotam continuamente de meus olhos,
Elas caem sistematicamente tentando ocupar o vazio deste desafeto que cresce entre nós.

Eu esperava mais de você,
Eu esperava mais de mim.

Mas, as lágrimas sempre vêm como o prelúdio do fim de algo que pouco a pouco fenece, degenera e morre.